fbpx

Como controlar a ansiedade: a máquina do tempo quebrada

Como controlar a ansiedade

O segredo de como controlar a ansiedade passa pela engenharia reversa de uma máquina do tempo – a nossa mente.

Sim, nossa mente é uma máquina do tempo que usamos todos os dias. Porém, não somos muito habilidosos no uso desse dispositivo psíquico.

Ao ser mal utilizada, a mente se torna uma máquina de ansiedade, capaz de trazer todos os nossos medos de um futuro sombrio para o presente. Coisa de filme de ficção científica, não é?

Todo mundo sabe que ser ansioso não é bom e que saber mantê-la sob controle é fundamental para nossa saúde mental.

Então se você quer controlar a sua ansiedade, prepare-se! Vamos viajar no tempo através desse artigo.

Nele eu explico como você evita trazer para o presente seus maiores medos do futuro. Além de ensinar você como consertar a máquina do tempo para conseguir voltar do futuro angustiante para o presente cheio de paz.

Ansiosos: os viajantes perdidos no tempo

Antes de nos aprofundarmos no assunto, me siga lá no Instagram e receba inspiração diária para superar a ansiedade e depressão, e (re)conquistar seu bem-estar! Vai ser um prazer bater um papo com você! 😉

Agora vamos ao conteúdo...

controlar a ansiedade

Nós seres humanos somos fascinados por viagens no tempo.

Filmes como  o clássico “De volta para o futuro” instigam nossa imaginação com a possibilidade de irmos para o futuro (ou para o passado).

Talvez seja nosso desejo pelas descobertas, anteciparmos previsões e entendermos a nossa própria história.

Somos tão fascinados que criamos uma máquina do tempo dentro da nossa própria cabeça – a nossa mente.

Com a mente podemos viajar para o passado, recordando momentos importantes para nós, ou para o futuro, fazendo planejamentos e previsões que vão ajudar a nossa vida.

Fazemos isso de forma virtual, ou seja, imaginamos o futuro ou o passado para nos transportamos para lá.

ENTÃO QUAL O PROBLEMA DA MÁQUINA DO TEMPO?

São basicamente 2 problemas:

  1. Os viajantes perdidos esquecem que esse futuro imaginado é, na verdade, uma ilusão. Usamos essa ilusão para nos ajudar em muitas coisas, como planejar as férias. Porém se esquecermos disso, ficaremos escravos de projeções IRREAIS e AMPLIFICADAS dos problemas, gerando ansiedade.
  2. O segundo problema é que, infelizmente, grande parte das pessoas não sabe mexer direito nessa máquina mental. Não controlam seus pensamentos, de forma que ficam mentalmente perdidos no tempo! Ou eles se prendem demais ao PASSADO, o que pode gerar uma depressão, ou ficam presos no FUTURO, gerando ainda mais ansiedade.

O que iremos fazer aqui é ajudar você a VOLTAR DO FUTURO para a realidade do PRESENTE, aprendendo direitinho como controlar a ansiedade.

O que é ansiedade e o que ela tem a ver com o tempo?

Para explicar isso vamos voltar ao passado, mais especificamente em 1941 e conhecer um grande psicólogo behaviorista (uma linha teórica da psicologia) chamado B. F. Skinner.

behaviorismo e ansiedade

B. F. Skinner – ele não lembra o Dr. Brown do filme De Volta para o Futuro? 😜

Ele fez contribuições importantes para a psicologia em geral e também para o combate à ansiedade. E hoje (ou no passado) ele vai nos explicar o que é a ansiedade na visão behaviorista.

Para que um estado emocional seja chamado de ansiedade, diria Skinner*, ele precisa ter pelo menos duas características:

  1. Precisa gerar um estado emocional semelhante ao medo;
  2. A fonte do medo (o chamado estímulo aversivo ou ansiogênico) se encontra no futuro, e é antecipado pela pessoa ansiosa.

Então poderíamos definir ansiedade como:

Um estado emocional semelhante ao medo, gerado por algo aversivo que pode ocorrer no futuro.

Há uma grande variação de tipos e sintomas de ansiedade que podemos falar em outro artigo. Por hora você precisa entender essa característica: o medo de algo no futuro.

Você já entendeu porque a ansiedade pode ser comparada a um descontrole da máquina do tempo, não é?

A ansiedade é capaz de fazer a fonte do medo viajar do futuro e mexer com seu emocional no presente.

🔧 Como consertar a máquina do tempo e controlar a ansiedade

Essa é a pergunta de um milhão de dólares.

Consertar e aprender a operar a máquina é um desafio que exigirá de você coragem, o conhecimento de suas engrenagens e muita resiliência.

Há diversas formas de fazermos isso, e iremos ampliar os detalhes desse desafio em diversos outro momento aqui no Saúde Interior.

Nesse artigo apresento a você os principais fundamentos dessa viagem para uma vida mais tranquila:

1. 📅 Controlar a ansiedade é um projeto de longo prazo

Esse projeto exige mudanças de hábitos. Hábitos comportamentais (coisas que você faz) e hábitos cognitivos (o que e como você pensa).

Gostaria de dizer o contrário, mas preciso ser franco e direto contigo: mudar hábitos não é fácil.

Porém, se você começar, sentirá aos poucos mudanças graduais que irão lhe estimular a continuar dessa jornada rumo à sua paz de espírito.

2. 😨 Você precisará não ter medo de sentir medo

Sim, é isso mesmo que leu: precisa não ter medo de sentir esse sentimento ruim da ansiedade.

Para controlar a ansiedade é necessário aprender a suportá-la. Ou seja, deve poder identificar, perceber e sentir esse estado emocional do medo, sem medo.  Os psicólogos comportamentais chamam isso de dessensibilização.

3. 🤔 Como controlar a ansiedade vigiando seus pensamentos

É nos pensamentos que estão as raízes da ansiedade. Identificar crenças ansiogênicas (geradoras de ansiedade) e mudar a forma de PENSAR é a grande chave de fenda para aprender a mexer nessa máquina.

Em situações de medo e ansiedade pense no que você está pensando. Identifique como você racionaliza seus medos.

Há uma grande chance de estar amplificando problemas pequenos ou insignificantes.

E os problemas reais? Para estes você precisa desenvolver sua aceitação…

4. 😌 Aceite os fatos e a realidade da vida

Pode ser que de fato seus problemas sejam reais e geradores de muito sofrimento. E parte deles realmente não há solução.

O que fazer?

Mudar a forma como você pensa sobre os problemas reais também é possível.

Se ao ser demitido você fica ansioso se no futuro irá ter ou não dinheiro para pagar as contas é uma situação real.

Nesses casos, nada adianta lamentar o fato. A gente faz esse lamento com o conhecido “Se”.

  • Ah se meu chefe não tivesse me demitido…
  • Ah se eu pudesse encontrar o emprego dos sonhos…
  • Ah se meu cliente não tivesse cancelado o contrato…

Mudar o “se” pela aceitação do fato, pacifica a alma, livra você da ansiedade paralisante, e lhe dá condições mentais para mudar a realidade ruim.

Mesmo sendo um problema insolúvel, a aceitação lhe dará condições de pacificar a alma, tirar o foco do problema e encontrar satisfação em outras áreas de vida.

Por exemplo, o caso muito estudado de um diagnóstico de uma doença fatal.

Ao invés do paciente de sofrer uma ansiedade (justificada, porém inútil), a aceitação do fato irá possibilitá-lo a passar seus últimos meses reafirmando os vínculos e o amor por sua família. Isso irá gerar as memórias afetivas importante para todos.

Talvez o seu caso não seja tão grave. Pode ser que sua ansiedade é devido a uma demissão, por exemplo.

A aceitação funcionará da mesma forma: aceitar o fato de que a demissão aconteceu sem lamentar ou criar “se’s” vai lhe dar mais tranquilidade para buscar um novo emprego e fazer as entrevistas.

5. ✈️ Se exponha aos poucos à fonte da sua ansiedade

Um comportamento comum dos ansiosos é a chamada esquiva ou evitação. A pessoa evita passar por situações que gerem sua ansiedade.

Óbvio, não é? Ninguém quer se expor àquilo que lhe faz mal.

Porém esse comportamento reforça o MEDO do fator ansiogênico, aumentando a tensão a cada dia. Ou seja, o como da pergunta “como controlar a ansiedade?” está errado.

A melhor forma de combater esse medo é se expondo a ele.

O exemplo da fobia ou medo de voar de avião

O medo de viajar de avião é o que chamamos de comportamento condicionado. Ninguém nasce com medo de avião, nós aprendemos a ter medo associando mentalmente o voo com coisas trágicas.

Como isso acontece?

A visualização de acidentes aéreos na TV envolvendo pessoas mortas ou cenas de filmes com pessoas gritando desesperadas dentro de um avião a cair mexe com nosso cérebro.

Ele acaba associando esse medo à própria experiencia, fazendo a pessoa acreditar que sofrerá um acidente aéreo mesmo que a possibilidade disso acontecer seja muito remota.

A terapia para superar o medo de voar de avião (ou qualquer outra fobia) é através da dessensibilização – da exposição controlada às fontes do medo.

Para dessensibilizar uma pessoa do medo de avião, apresentaríamos o avião em diversas situações tranquilas. Fotos de avião, passeios dentro de aviões parados, filmes tranquilos envolvendo avião, etc. Isso iria desvincular o avião do medo, ajudando a pessoa a superá-lo.

Moral da história: se expor ao medo faz ele diminuir.

6. 👍 Crie futuros alternativos um plano de ação para eliminar a causa do seu medo

Se após avaliar seus pensamentos e medos, a possibilidade deles acontecerem são de fato reais, você precisará fazer algo a respeito.

A melhor forma de fazer isso é configurar a máquina do tempo mental para criar um futuro alternativo ao acontecimento ruim que está prevendo e agir para que esse futuro bom aconteça.

Para isso, reflita sobre algumas possibilidades alternativas aos desastres que sua ansiedade está prevendo:

  • Esse problema é contornável?
  • Há alguém que possa me dar apoio em relação a esse problema?

E agora as perguntas mais importantes:

  • Que futuro alternativo pode ocorrer se eu resolver esse problema?
  • Como eu vou me sentir se conseguir resolver esse problema?
  • Que pensamentos e atitudes posso tomar hoje tendo em vista esse bom futuro possível?

Visualizar mentalmente você mesma(o) superando o problema e a ansiedade que ele gera vai lhe dar disposição mental para conseguir resolve-lo.

Em linhas gerais, você não precisa acreditar na ansiedade. Pode apresentar outra versão de futuro a ela. Uma versão melhor.

7. 🧘 Como controlar a ansiedade com a meditação

A meditação não é propaganda enganosa de filosofias orientais. Muito pelo contrário! É um caminho prazeroso na busca pelo autoconhecimento.

Com o exercício cotidiano de meditação, você passa a “se ouvir” melhor. Não verbalmente, mas internamente. Na maneira que o seu corpo reage a situações e novidades, por exemplo. Isso é essencial: fazer uma autoavaliação de como as situações ansiogênicas nos influenciam.

Se você não tem a menor ideia sobre como começar sua meditação, faremos um texto específico sobre técnicas de meditação comprovadas cientificamente em breve. Por enquanto, dê uma olhada no YouTube – há milhares de meditações guiadas lá.

Viaje de volta do futuro e viva o presente

Hoje você aprendeu que se a máquina do tempo mental estiver fora de controle irá gerar muita ansiedade e causar muitos estragos na linha temporal da sua vida.

Saber como controlar essa máquina e consertar seus mecanismos psíquicos lhe darão a chance de controlar a ansiedade e viajar para uma linha temporal mais tranquila e com mais saúde interior.

Se cuide, aperte os cintos e boa viagem,

* Estes, W. K., & Skinner, B. F. (1941). Some quantitative properties of anxiety. Journal of Experimental Psychology, 29, 390-400.

Alex Carnier
Alex Carnier
Após uma depressão, fundei o portal terapêutico Saúde Interior, iniciei a formação em Psicologia Ψ e me tornei um entusiasta da #psicoeducação. Vem comigo!
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Até quando a
ansiedade
vai controlar
você?

Participe de 7 a 13 de dezembro
EVENTO ONLINE E GRATUITO
QUERO CONHECER
close-link
0
Comente aqui o que achou do artigo!x
()
x