Sintomas de Ansiedade
12 Sintomas de Ansiedade: será que você é ansioso?
18/05/2016
tipos de depressão
Você conhece os principais tipos de depressão?
20/05/2016

Remédio para depressão: conheça os naturais e os farmacêuticos

remédio para depressão

Todos procuram o santo remédio para depressão que elimine os sintomas desta doença. Será que ele existe?

Sim, existe. Neste artigo vou te explicar direitinho como eles funcionam, e te dar uma noção de como é o tratamento da depressão quando você precisa deles.

Os tratamentos para a doença mais incapacitante do mundo

O que é depressão?

A OMS fez um alarmante levantamento de informações sobre a depressão, e a define da seguinte forma:

Depressão é um transtorno mental caracterizado por tristeza, perda de interesse ou prazer, sentimentos de culpa ou baixa autoestima, distúrbios do sono ou do apetite, sensação de cansaço e falta de concentração.

Em nosso artigo O que é depressão? tratamos do assunto de maneira completa e atualizada.

Entre os sintomas mais comuns da depressão, podemos citar os 3 principais:

  • Humor deprimido
  • Apatia e perda de interesse
  • Fadiga e sensação de cansaço

 

Se não diagnosticada e tratada, a depressão pode tornar a pessoa incapaz de cumprir sua rotina normalmente. Das mínimas tarefas às mais complexas, tudo pode se tornar um enorme fardo.

Mas, para se ter uma ideia da gravidade da doença, uma estimativa da Organização Mundial de Saúde já coloca a depressão como a doença mais incapacitante do mundo!

Mais que isso: 400 milhões de pessoas sofrem com os sintomas da depressão, atualmente. Ou, se preferir, cerca de 7% da população global.

Por isso, o tratamento é fundamental.

Com isso chegamos à essência deste artigo.

Uma doença como esta deve dispor de uma série de opções de tratamento para combatê-la, certo?

A boa notícia é: sim!

Seu médico lhe dará um diagnóstico assertivo

A terapia com um bom psicólogo, por si só, trará um enorme alívio. Porém, se a depressão for grave, apenas isso não vai resolver.

Em todos os casos, é indicado que você procure um médico psiquiatra para lhe dar o diagnóstico assertivo.

Com a ajuda de alguns tipos de medicamentos, ele irá indicar o remédio para depressão que seja ideal para sua fisiologia.

(Isso se você realmente precisar de algum deles. Pode ser que o médico não veja necessidade de você tomar remédio para depressão nenhum.)

Um bom equilíbrio entre o autoconhecimento, terapia, medicamentos e uma nova rotina, pautada, principalmente, por uma alimentação equilibrada e exercícios físicos, podem ajudar, de maneira geral.

Saiba como sair da depressão desenvolvendo 10 atitudes aqui. )

De qualquer forma, é a partir de uma avaliação psicológica que o médico terá um diagnóstico e indicará um tratamento preciso para você.

Veremos a seguir como sair da depressão com a ajuda de remédios fármacos, e como utilizar remédios naturais como complemento ao seu tratamento.

Confira!

Principais remédios para depressão utilizados

Antes de começar um aviso:

Em geral, os remédios para depressão são controlados. Por isso não se auto-medique!

Tenho certeza de que você não vai cometer a tolice de tomar qualquer coisa na base do “achômetro” ou no conselho de alguém.

Agora sim, vamos lá… 🙂

Selecionei alguns dos antidepressivos mais populares do mercado, que são considerados inibidores seletivos de recaptação de serotonina (ISRS):

  • Citalopram (Celexa);
  • Escitalopram (Lexapro);
  • Fluoxetina (Prozac);
  • Paroxetina (Paxil);
  • Sertralina (Zoloft).

Existem, ainda, outros tipos de medicamentos. Mais potentes, inclusive, conhecidos como antipsicóticos, indicados para casos mais graves.

Há um problema, no entanto, no que tange os medicamentos utilizados e o paciente: a depressão refratária – aquela que não responde a nenhum tratamento ou medicamento.

Vamos saber um pouco mais sobre ela.

Depressão refratária

O que fazer quando a depressão não responde ao tratamento?

Primeiro não confunda a depressão refratária com uma depressão mal tratada devido ao paciente não tomar os remédios corretamente ou não comparecer às sessões terapêuticas, ou até mesmo erro no diagnóstico médico.

A depressão refratária é quando a doença não vai embora mesmo com todos os tratamentos e medicações  indicadas. Ela não é, necessariamente, uma doença mais forte, apenas mais resistente.

E, da mesma maneira que cada caso deve ser analisado individualmente, com a depressão refratária ocorre o mesmo. O médico deverá analisar por que os remédios para depressão não surtiram o efeito desejado (espera-se melhora no quadro clínico já nas primeiras semanas).

A depressão refratária é difícil de combater, mas deve ser tratada como um novo sintoma, revendo toda a estratégia, até então, para compreender a fundo os motivos da resistência.

Será preciso também fazer uma minuciosa análise se o motivo causador principal da depressão está sendo tratado. Se situações cotidianas estressantes no trabalho, por exemplo, foram eliminadas.  Se esse gatilho não for retirado, dificilmente, mesmo com terapia e remédios, o quadro vai regredir à cura se a situação persistir no dia a dia.

Por isso o engajamento do próprio paciente na cura para a depressão é fundamental.

Existe um remédio para depressão natural?

Não seriam exatamente “remédios”, mas existe sim alimentos que colaboram com o tratamento.

Além dos remédios fármacos indicados e prescritos pelos médicos psiquiatras, algumas receitinhas caseiras podem ajudar a pessoa a se sentir melhor no dia a dia.

São simples, naturais e fáceis de fazer, permitindo que o indivíduo tenha um complemento ao tratamento. E reforço aqui a palavra complemento, pois dificilmente estes tratamentos naturais irão resolver uma depressão mais grave.

Eles não irão lhe fazer nenhum mal, são parte de uma alimentação saudável (que ajuda na sua saúde como um todo) e pode contribuir para aumentar o número de sorrisos diários. 🙂

Remédio para depressão natural #1

Sementes em geral

Nozes, castanhas e amêndoas são bastante recomendadas por um simples motivo:elas são oxidantes poderosos.

Com um punhado delas, diariamente, é possível contar com o equilíbrio emocional gradativamente.

Remédio para depressão natural #2

Leite

Rico em cálcio, o leite pode ajudar a atenuar os efeitos da tensão acumulada por conta da depressão.

Além disso, um ou dois copos, diariamente, já são suficientes para controlar o nervosismo e irritabilidade decorrentes do estresse.

Remédio para depressão natural #3

Frutas

Que seja direto do pomar ou misturada em água, escolha a sua fruta favorita, como melancia, tangerina e limão, entre outras, e desfrute da riqueza delas em triptofano, um aminoácido fundamental na produção de serotonina.

Remédio para depressão natural #4

Mel

Seu adocicado consumo está associado à produção de serotonina, aquela mesma que mencionamos e que se responsabiliza pelo nosso humor diário.

Duas colheres ao dia deixam tudo mais saboroso, inclusive o seu bem-estar.

Remédio para depressão natural #5

Carnes magras e peixes

Não é de hoje que se promove os benefícios do peixe e da carne magra.

No combate à depressão, a produção de serotonina é estimulada a partir desses alimentos. Um coadjuvante e tanto para contribuir com o tratamento já prescrito pelo médico.

 

Deu até fome falar de todos estes alimentos… 🙂

 

O remédio para depressão ideal pra você

Para concluírmos, quero lhe dizer que você deve procurar e encontrar o remédio para depressão que mais faça sentido para você. Sempre, claro, com a ajuda de profissionais.

Se você está mesmo com depressão…

(Veja os sintomas de depressão aqui e comprove)

…deve buscar as melhores opções para tratá-la, sejam elas farmacêuticas, acompanhadas de bula, como também as naturais, preparadas em casa.

Não deixe de buscar auxílio e acompanhamento médico, mas, acima de tudo, procure a melhor opção de tratamento para você.

O dr. Antônio Maspoli, psicólogo aqui do saudeinterior.org, comenta sobre o que um remédio para depressão pode fazer:

Tenho visto pessoas que sofriam de depressão crônica por décadas ficarem completamente boas de seus desconfortos, apenas fazendo reposição de elementos químicos que faltavam no corpo.

Bacana, não é? Então, corre lá no médico e resolva logo isso! 😀

Ah, e não esqueça de buscar apoio entre seus familiares e amigos — estar em contato com as pessoas que te amam é, sem dúvida nenhuma, o melhor remédio para depressão.

Fique bem, e fique em paz!

Alex Carnier
Alex Carnier
Idealizou o saudeinterior.org após experimentar na pele o sofrimento psico-emocional causado por uma depressão, e descobrir que cerca de 20 milhões de brasileiros passam pelo mesmo problema. Acredita que juntos podemos mudar o mundo, transformando um coração de cada vez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *