fbpx

Neuropsicologia Infantil: entenda quando ela é necessária para uma criança

Neuropsicologia infantil e avaliação

A neuropsicologia infantil está focada na compreensão da relação entre o cérebro e o comportamento das crianças.

Uma pergunta comum é: como as mudanças na saúde do cérebro infantil podem afetar a capacidade de prestar atenção, lembrar ou resolver problemas? Esse entendimento entre como uma criança age e como o cérebro funciona é usado para diagnosticar e tratar possíveis distúrbios cerebrais.

Neste artigo irei explicar o que é a neuropsicologia infantil e como funciona a avaliação com um neuropsicólogo.

Vem comigo!

O que é neuropsicologia infantil?

A neuropsicologia é a ciência que busca compreender como cérebro e comportamento se influenciam, com o objetivo de identificar causas neurológicas para determinados transtornos e problemas de aprendizado, por exemplo. Em resumo:

A neuropsicologia infantil é o estudo da função e comportamento do cérebro em crianças e adolescentes.

Por que neuropsicologia infantil é importante?

O funcionamento do cérebro tem um impacto direto no ajuste comportamental, cognitivo e psicossocial de crianças e adolescentes. Assim, os distúrbios devem ser abordados dentro de um modelo integrado de neuropsicologia clínica infantil.

O que então esta especialidade pode fazer na prática? A neuropsicologia infantil…

  1. Distingue comportamentos considerados dentro de uma estrutura normal de desenvolvimento daqueles considerados alterações do sistema nervoso central, dado o contexto socioambiental da criança.
  2. Procura identificar e explicar os vários déficits ou distúrbios de aprendizagem associados ao comprometimento da função cerebral.
  3. Está preocupada em avaliar o curso do desenvolvimento neurológico de subtipos específicos de dificuldades de aprendizagem para melhorar a identificação e intervenção precoces.
  4. Investiga os distúrbios psiquiátricos de crianças com distúrbios neurológicos graves.
  5. Auxilia no desenho de programas de remediação, principalmente quando usados ​​em uma estrutura clínica integrada.
  6. Os neuropsicólogos monitoram a recuperação da função após lesão cerebral e neurocirurgia e medem os efeitos de uma possível deterioração da função associada a doenças cerebrais degenerativas.
  7. Eles também concentram-se na compreensão dos déficits cognitivos, comportamentais, intelectuais, atencionais, motores, de memória e de personalidade associados à lesão cerebral traumática.

Escrevi um artigo completo sobre neuropsicologia que você pode ler aqui no portal Saúde Interior.

Lá explico com detalhes esta interessante área de especialização da psicologia. Clique aqui para acessar este outro artigo sobre neuropsicologia.

O que faz um neuropsicólogo pediátrico?

Os neuropsicólogos pediátricos são psicólogos licenciados.

Eles têm treinamento em psicologia clínica e neuropsicologia infantil, e sabem como o cérebro de uma criança se desenvolve.

Dessa forma, eles usam esse treinamento para avaliar e ajudar a tratar crianças com distúrbios cerebrais.

Tais distúrbios podem envolver lesão cerebral, doença médica ou problemas de desenvolvimento.

Dentre as funções de um neuropsicólogo infantil, podemos citar que eles ajudam pais, professores e médicos a:

  1. Compreender como os problemas cerebrais podem estar relacionados aos problemas vistos na escola, em casa ou no convívio geral;
  2. Descobrir como uma criança aprende melhor;
  3. Entender por que uma criança pode ter problemas de comportamento;
  4. Ajudar uma criança a lidar com problemas de pensamento ou comportamento;
  5. Identificar problemas neurológicos ou psiquiátricos infantis;
  6. Ajudar a ajustar expectativas mais realistas aos pontos fortes e fracos de uma criança;
  7. Trabalhar com outros médicos e professores para desenvolver o melhor plano de tratamento e educacional para uma criança.

Neuropsicologia infantil: como sei se uma criança precisa de uma avaliação?

Uma avaliação neuropsicológica pode ajudar se a criança sofreu algumas das situações abaixo.

Doenças genéticas ou adquiridas

Um distúrbio neurológico, como espinha bífida, hidrocefalia, paralisia cerebral, epilepsia (convulsões), neurofibromatose, esclerose tuberosa ou tumor cerebral podem necessitar de uma avaliação neuropsicológica.

Lesões cerebrais causadas por trauma na cabeça, acidente vascular cerebral, falta de oxigênio ou infecção também.

Outros problemas médicos, como prematuridade, diabetes, problemas cardíacos ou respiratórios crônicos, algumas desordens genéticas, e a ecessidade de um tratamento para câncer infantil também se beneficiariam de uma avaliação.

Exposição a substâncias tóxicas

Caso a criança tenha sido exposta a agentes tóxicos, isso pode ocasionar problemas nas funções psíquicas e cerebrais.

Se ela foi exposta ao chumbo, drogas ou outras substâncias tóxicas como o monóxido de carbono, por exemplo. Ou até mesmo se na gestação a criança foi exposta ao álcool, tabagismo ou certas drogas, uma avaliação deve ser realizada.

Problemas de aprendizado ou educacionais

Problemas escolares também podem necessitar de uma avaliação neuropsicológica infantil.

Me refiro a problemas de desenvolvimento educacional como dificuldade de aprendizagem, distúrbio de déficit de atenção e hiperatividade TDAH, autismo ou distúrbio generalizado do desenvolvimento.

Se a criança teve uma avaliação de um psicólogo, mas a terapia não está apresentando resultados, uma avaliação neuropsicológica poderá identificar possíveis causas neurológicas.

O seu médico pode recomendar uma avaliação neuropsicológica para:

  • Ajudar a fazer ou confirmar um diagnóstico;
  • Mapear o funcionamento do cérebro e comportamento da criança antes de algum tratamento com medicamento ou cirurgia;
  • Mapear uma alteração na criança após um tratamento médico (os testes podem ser repetidos para verificar se o tratamento alterou algum indicador).
  • Registrar os tratamentos de desenvolvimento da criança e como as expectativas podem ser ajustadas às necessidades dela.

Como funciona uma avaliação?

Uma avaliação neuropsicológica infantil envolve a análise do pensamento, comportamento e funcionamento socioemocional da criança. Os avaliadores utilizam testes e procedimentos padronizados para isso.

Eles também conversam com os responsáveis, com os professores e outros médicos se necessário.

Os testes podem ser realizados usando papel e lápis ou no computador. Serão feitas muitas perguntas para a criança, solicitando-a a resolver diferentes tipos de problemas.

As avaliações neuropsicológicas geralmente incluem testes que medem o seguinte:

  • Inteligência (QI);
  • Solução de problemas;
  • Planejamento e organização;
  • Atenção e memória;
  • Velocidade de processamento;
  • Linguagem;
  • Habilidades acadêmicas;
  • Percepção visual;
  • Controle sobre os movimentos das mãos;
  • Depressão e ansiedade;
  • Agressão e comportamento impulsivo;
  • Habilidades sociais.

O neuropsicólogo infantil também analisará os registros médicos e escolares da criança para ajudar a entender como os resultados dos testes estão relacionados à vida diária.

O que a neuropsicologia infantil difere de uma avaliação escolar?

Os neuropsicólogos pediátricos e psicólogos escolares costumam usar alguns dos mesmos testes.

No entanto, as avaliações da escola concentram-se em decidir se uma criança tem algum problema com habilidades acadêmicas, como leitura, ortografia ou matemática.

Já os neuropsicólogos infantis concentram-se em entender por que uma criança está tendo problemas na escola ou em casa.

Isso é feito examinando as habilidades acadêmicas, mas também examinando todas as habilidades de raciocínio necessárias para um bom desempenho dentro e fora da escola – habilidades como memória, atenção e solução de problemas.

A compreensão dos pontos fortes e fracos da mente de uma criança ajuda a definir melhor os planos e o tratamento médico necessário, compreendendo áreas potenciais de dificuldade que a criança pode ter no futuro.

Como os neuropsicólogos têm treinamento em psicologia clínica, eles também são capazes de diagnosticar problemas emocionais como depressão e ansiedade.

Espero ter esclarecido sobre a neuropsicologia infantil. Temos muitos artigos sobre psicologia aqui no Saúde Interior.

Acompanhe-nos também nas redes sociais. Estamos lá todos os dias levando psicoeducação e inspiração para uma melhor qualidade de vida.

Se cuide!

Referências bibliográficas:
– Semrud-Clikeman M., Ellison P.A.T. (2009) Introduction to Child Clinical Neuropsychology. In: Child Neuropsychology. Springer, New York, NY
– American Academy of Clinical Neuropsychology

Ebook Gratuito sobre Depressão

Alex Carnier
Alex Carnier
Após uma depressão, fundei o portal terapêutico Saúde Interior, iniciei a formação em Psicologia Ψ e me tornei um entusiasta da #psicoeducação. Vem comigo!

O que você achou deste conteúdo?

avatar