Ansiedade
Ansiedade: um transtorno que atinge 33% da população mundial
13/05/2016
remédio para depressão
Remédio para depressão: conheça os naturais e os farmacêuticos
19/05/2016

12 Sintomas de Ansiedade: será que você é ansioso?

Sintomas de Ansiedade

Você se considera — ou consideram você — uma pessoa ansiosa? Além do autoconhecimento, entender como funciona cada um dos sintomas de ansiedade pode ajudar você a lidar melhor com os momentos em que essa angustiante sensação tenta dominar as sua vida.

Embora possam existir exageros relacionados aos sintomas de um verdadeiro transtorno de ansiedade (nem toda angústia aflitiva é o diagnóstico preciso de ansiedade, afinal de contas), conhecer a si e a forma como enxergam suas reações, diante de determinadas situações, é um bom indício de como anda a sua saúde mental.

Conheça agora os 12 principais sintomas de ansiedade!

Sintomas de Ansiedade #1

Preocupação e temor excessivos

Um dos sintomas mais recorrentes do distúrbio de ansiedade é a preocupação com tudo e todos, a todo instante.

Fácil de compreender o motivo de ser um dos sintomas mais temidos, também, já que temos dificuldades para controlar nossas preocupações sem um desequilíbrio emocional, imagine com a ansiedade agindo contra nós.

A pior parte é que a razão não vence esses temores. Deve existir um acompanhamento terapêutico contínuo para que o indivíduo compreenda as reais dimensões do que é uma preocupação natural e do que é potencializado pelo distúrbio.

Sintomas de Ansiedade #2

Pessimismo

Como uma espécie de complemento ao item anterior, o pessimismo é difícil de desvencilhar da rotina de quem sofre de ansiedade.

Pois quando temores e preocupações assumem o controle, a tendência é que a pessoa idealize que tudo acabará da pior maneira.

Tal qual tais emoções negativas, o pessimismo também chega com força irracional, sendo difícil driblá-lo com argumentos racionais.

Sintomas de Ansiedade #3

Compulsões

Elas se manifestam de diferentes maneiras:

    • Compulsões mentais: pensamentos repetitivos, conversar exageradamente consigo mesmo ou repetir determinadas palavras diversas vezes;
    • Compulsões físicas: são manias que comparecem junto de outros sintomas de ansiedade, como a preocupação, podendo tomar forma em unhas roídas, estalar de dedos ou outros hábitos compulsivos que dominam a vontade do indivíduo.

Muito comum em quem tem transtorno obsessivo compulsivo (TOC), esses comportamentos devem ser dosados, para que não se transformem em um grande problema decorrente da ansiedade.

Sintomas de Ansiedade #4

Perfeccionismo

Parecido com o comportamento compulsivo, o perfeccionismo também prejudica a rotina de quem sofre de ansiedade.

A insatisfação constante com tudo o que faz permite que a busca por uma perfeição utópica seja sempre almejada, mas nunca alcançada.

Consequências disso no dia a dia são muito prejudiciais, como se pode imaginar.

Sintomas de Ansiedade #5

Dificuldade no convívio social ou se apresentar em público

Pode ser uma conversa, uma discussão uma apresentação de trabalho ou uma palestra, em meio a um auditório cheio de desconhecidos. Das menores às maiores interações em público, a dificuldade é exponencial quando a ansiedade se convida a fazer parte da vida de alguém.

Esse sintoma não deve ser confundido, no entanto, com o natural receio de se apresentar em público.

A questão, quando o distúrbio de ansiedade é maior, é a falta de controle sobre as emoções, capaz de vencer esse obstáculo.

Sintomas de Ansiedade #6

Insegurança

Comum também em apresentações em público, mas em interações cotidianas, a insegurança é muito comum em pessoas que apresentem um quadro crônico de ansiedade.

Pessoas inseguras têm outros sintomas, decorrentes do medo, como náuseas, tremores e vertigens.

Socialmente, as dificuldades se estendem tanto no âmbito acadêmico quanto profissional e social, já que cria uma fronteira difícil de cruzar para estreitar os laços com outras pessoas.

Sintomas de Ansiedade #7

Tensão por todo o corpo

Ombros e costas curvados, mandíbulas pressionadas entre si, punhos cerrados e musculatura tensa.

Qualquer um desses sinais, quando vistos com frequência no dia a dia, podem ser sintomáticos de alguém com ansiedade.

Trata-se de uma reação do próprio organismo às condições e situações que deixam a pessoa apreensiva, nervosa ou temerosa.

Vale, como exercício, se atentar a essas reações físicas, para tentar contê-las assim que as sensações e emoções vierem à tona.

Sintomas de Ansiedade #8

Indigestão

Mais uma manifestação física de quem tem a ansiedade atrapalhando a sua rotina.

Neste caso, o indivíduo pode evoluir para um quadro crônico de indigestão, conhecido como síndrome do intestino irritável (IBS).

As características da síndrome se refletem em cólicas, inchaço na região, gases e até mesmo dores de estômago seguidas de — ou não — de diarreia.

Sintomas de Ansiedade #9

Sono inquieto

Noites mal dormidas, ou insones, são presentes no cotidiano de quem sofre de ansiedade

O quadro piora à medida que o indivíduo não busca assistência ao seu problema.

E, sabendo que uma boa noite de sono é uma condição fundamental para recarregarmos as energias, aliviar as tensões e inspirar mais disposição para o dia seguinte, compreende-se o quanto esse sintoma pode incomodar muito as pessoas ansiosas.

Sintomas de Ansiedade #10

Irracionalidade

Temores, preocupações e pavores fazem parte do dia a dia de quem tem ansiedade.

No entanto, como já dissemos, a dificuldade em encontrar razão em tais pensamentos pode ser considerada um sintoma, igualmente.

Pois meros argumentos, por mais lógicos que sejam, dificilmente convencem a pessoa ansiosa.

É preciso o treinamento contínuo e disciplinado da pessoa para desconstruir, um a um, os pensamentos que possuem pouca base lógica de raciocínio. Um trabalho longo, mas que pode ser atenuado aos poucos.

Sintomas de Ansiedade #11

Fobias

Fobias que não existiam, anteriormente aos sintomas de ansiedade, passam a se desenvolver na psique da pessoa.

Não existe, aparentemente, um gatilho causador. Mas, como a ansiedade tende a se manifestar praticamente em todas as etapas do dia a dia, compreende-se que é possível a manifestação de fobias diversas.

Um aviso, entretanto: havendo predisposição para determinadas fobias, elas podem se acentuar à medida que a ansiedade também prospera no ânimo da pessoa.

Sintomas de Ansiedade #12

Pânico

Cada um desses sintomas podem desenvolver um ainda mais danoso à pessoa: ataques de pânico.

Leia um artigo completo sobre Síndrome do Pânico aqui.

Resumidamente falando, os ataques de pânico ocorrem a partir da junção e extensão de alguns dos sintomas de ansiedade anteriores, como fobias e preocupação. Quando estes sintomas são intensos, são capazes de tirar a pessoa do seu próprio equilíbrio facilmente.

Quanto mais frequentes e duradouros os ataques (que podem durar de 10 a 45 minutos), mais é recomendada a busca por um auxílio profissional para controlar e tratar a ansiedade.

Como eliminar os sintomas de ansiedade?

Bem… talvez você já esteja ansioso só em ler sobre estes sintomas de ansiedade! 🙂

Mas se acalme. A ansiedade tem tratamento!

Vá ao médico e procure um bom psicólogo

Ao se reconhecer um ou mais dos sintomas acima, procure imediatamente um médico. Diga o que tem passado, e ele saberá o que fazer para lhe ajudar.

Talvez ele lhe receite algum medicamento para aliviar os sintomas e lhe dar oportunidade de tratar das causas da ansiedade com mais tranquilidade.

Um bom psicólogo também lhe ajudará no processo.

Fale com as pessoas próximas

Fale também com quem está próximo de você, amigos e familiares. Distúrbios como a ansiedade demandam tempo e paciência de todos os envolvidos.

Se comprometa com o tratamento da sua ansiedade

Acima de tudo, você deve estar disposto a encarar este fato.

Além de terapia e medicamentos, você deve ter plena noção dos comportamentos que mais afetam sua vida. Se dê a oportunidade de reconhecer os sintomas em si mesmo, e a partir disso, trabalhar para eliminar suas causas.

É um enfrentamento longo, persistente e que exigirá muito de você. Faça isso com naturalidade, sem auto-cobranças excessivas.

Acredite: o tratamento trará de volta sua qualidade de vida.

 

Não se deixe abater pelos sintomas de ansiedade. Encontre o seu caminho de paz não apenas dentro de si mesmo, mas com tudo à sua volta.

Se cuide, ok? E fique em paz!

Alex Carnier
Alex Carnier

Idealizou o saudeinterior.org após experimentar na pele o sofrimento psico-emocional causado por uma depressão, e descobrir que cerca de 20 milhões de brasileiros passam pelo mesmo problema. Acredita que juntos podemos mudar o mundo, transformando um coração de cada vez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *